Sinaia é mais uma das várias cidades encantadoras que conhecemos pela Transilvânia, na Romênia. Ela fica aos pés do Monte Bucegi e suas principais atrações são dois castelos, o Castelo de Peles e o Castelo de Pelisor.  Um dia é mais do que o suficiente para conhecer todas as atrações do lugar.

Como chegar em Sinaia? 

Quem já está acompanhando o roteiro pela Romênia, sabe que usamos a cidade de Brasov como base para explorar as cidades vizinhas, o que incluiu o bate e volta de um dia até Sinaia de trem.

O bilhete de trem custou, em Novembro de 2017, 17 Lei por pessoa, por trecho. Compramos na estação de Brasov, pouco antes da partida do trem, pois já tinha conferido os horários no dia anterior.

Sinaia 2
Estação de trem em Sinaia

Passamos pelo Parque Dimitrie Ghica meio que por acaso, pois é um dos primeiros lugares que se cruza logo ao descer da estação de trem. É um parque pequeno, mas muito bem cuidado. Ao cruzá-lo começamos a subir em direção aos castelos. As atrações são sinalizadas, então é tranquilo para se achar pela cidade.

Sinaia 3Sinaia 4

Mănăstirea Sinaia:

Mosteiro de Sinaia está no caminho para os castelos. Ele foi construído durante o século XVII, por ordem do Príncipe Mihail Cantacuzino, depois de sua peregrinação até o Monte Sinai.

Paga-se para entrar, mas é bem barato. Nós pagamos 5 Lei por pessoa. Lá dentro é possível visitar duas igrejinhas: a Biserica Veche e a Biserica Mare. As duas seguem o estilo ortodoxo, com muitas pinturas pelas paredes e teto e sem bancos para os fiéis sentarem.

Sinaia 5Sinaia 6

A partir daí, prepare suas pernas, pois você sobe, sobe e sobe até chegar ao primeiro castelo, o menorzinho, que é o Castelo de Pelisor.

Castelul de Pelişor: 

Castelo de Pelisor foi construído entre o final do século XIX e o inicio do século XX, a mando do rei Carlos I da Romênia para servir de residência de verão ao seu herdeiro, o Principe Fernando de Hohenzollern-Sigmaringen.

A decepção veio quando chegamos ao castelo e ele estava fechado. Já sabíamos que em novembro o Castelo de Peles fecha para a manutenção, então só teríamos a chance de vê-lo por fora, mas o de Pelisor supostamente era para estar aberto.

Sinaia 7
Castelos de Pelisor
Sinaia 8
Castelo de Pelisor

Castelul de Peleş:

Castelo de Peles foi construído durante o século XIX pelo rei Carlos I para ser o palácio de verão da família real. Foi nesse castelo, também, onde nasceu o rei Carlos II da Romênia, o primeiro rei romeno a ter nascido em solo romeno e a ter sido batizado na religião ortodoxa romena.

Esse sim eu já sabia que estaria fechado, pois durante todo o mês de novembro ele fecha para manutenção, mas vi fotos de seu interior pela internet e é realmente muito bonito por dentro. Mesmo com a oportunidade de vê-lo apenas do lado de fora, acho que já valeu muito a pena.

Sinaia 1
Castelo de Peles

Sinaia 9Sinaia 10

Vou dizer que depois dos castelos nós ainda tentamos subir mais e mais ao longo da estrada, na tentativa de chegarmos até os teleféricos de Sinaia. Desistimos depois de um certo tempo, pois nisso já tinha passado do horário do almoço e a fome começou a bater.

Como já falei anteriormente, a cidade está ao pé do Monte Bucegi, aonde está o Parque Natural Bucegi, um dos principais parques da Romênia. Esse parque é formado por varias montanhas, que podem ser acessadas através de teleféricos.

Na volta para o centrinho da cidade paramos para almoçar e pegamos o trem de volta a Brasov.

Nosso roteiro completo pela Romênia ficou assim:

Dia 01: Bucareste.

Dia 02: Bucareste.

Dia 03: Brasov.

Dia 04: Sinaia.

Dia 05: Bran e Rasnov.

Dia 06: Sighisoara.

Dia 07: Hunedoara.

Dia 08: Sibiu.

Dia 09: Retorno para Bucareste e vôo de volta para Dublin.