Greece, Baby!!

Foi um sufoco até chegarmos ao destino real da nossa viagem, mas as fotos vão mostrar que todo o esforço valeu a pena. Isto tudo porque viajamos no estilo “mochileiros” e com o modo hard ligado. Tudo poderia ter sido bem mais easy, mas deixo isto para as viagens que farei pós aposentadoria. Por enquanto minha coluna e minhas pernas aguentam.

Saímos de Dublin na segunda (dia 03) e fomos para Londres. Ué, mas não era Grécia? Sim, acontece que indo para Londres o preço da passagem era bem, mas bem mais baixo. Chegamos em Londres por volta das 23 horas e aí começou a indiada. O vôo para Grécia só partia às seis da manhã. Esperamos. Um pouco dormindo, um pouco acordados.

Vôo de 3 horas e meia e desembarcamos no aeroporto de Patras, que fomos entender depois que, na verdade, fica em Araxos, cidade há uma hora de distância de Patras. Patras não é destino turístico, não mesmo. Novamente esta foi a opção porque o preço do vôo para lá estava bem mais em conta.

Mas o nosso destino era a ilha de Zákynthos, uma das ilhas Jônicas. As opções eram: pegar um táxi e ir até Patras, ou pegar um ônibus. A diferença é que o táxi daria cerca de €50,00 e o ônibus era €4,00 por pessoa. Adivinha o que escolhemos?

Lá fomos nós para o busão. Descemos em Patras e saímos em busca do lugar que nos venderia a passagem para Zákynthos. Uma, duas, três, quatro, cinco quadras caminhando. Encontramos. Pronto, passagens compradas. Agora vamos comer porque a barriga está doendo.

Para chegar em Zákynthos pegamos um ônibus até a cidade de Kilini e, de Kilini, um ferry boat para a ilha. Chegamos lá por volta das sete da noite, mas eu tinha reservado hotel na praia de Tsilivi. Como não tinha mais ônibus para a praia nequele horário, pegamos um táxi e fomos explorados um pouquinho porque o taxista não tinha taxímetro e os turistas inocentes aqui já estavam cansados demais para ligar para isso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Enfim, hoje as fotos foram da chegada na ilha de Zákynthos. Calma que tem muito mais.

Anúncios

Um pensamento sobre “Greece, Baby!!

  1. Uma “indiada” dessas eu também quero…mas é isso mesmo, encarar tudo com bom humor é o melhor aprendizado que podemos ter.
    Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s