p1040035

Arquitetura Georgiana Irlandesa

O estilo Georgiano é característico na arquitetura inglesa do século XVIII, mais precisamente entre os anos 1720 e 1840. Ele leva esse nome em função de quatro reis Britânicos chamados George que reinaram na Inglaterra desde 1714 até 1830.

Dublin foi, durante muito tempo de sua existência, uma cidade medieval. O primeiro movimento em direção a uma cidade Georgiana ocorreu durante o reinado de Charles II, quando o Duque de Ormonde emitiu uma instrução que teria repercussões dramáticas para a construção da cidade.

Embora a cidade tenha crescido em torno do Rio Liffey, seus edifícios até então estavam voltados de costas para o rio, facilitando a eliminação de todo o tipo de dejetos. Entre as modificações feitas por Ormonde, uma delas é a de que as casas deveriam estar de frente para o rio, criando uma rua de cada lado e ao longo deste. O Liffey tornou-se uma região central da cidade, com edifícios públicos e casas de 3 a 4 andares seguindo seu curso.

Com o crescimento da cidade, havia a necessidade de aumentar a largura das ruas, até então estreitas. Várias ruas foram sendo unidas e se tornando grandes avenidas.

Este momento de crescimento, modificação e expansão de Dublin coincidiu com o momento em que o estilo Georgiano estava em alta na Inglaterra. Foi neste período em que os novos prédios centrais da cidade, tais como o Parlamento Irlandês, ganharam também esta identidade.

Fora do núcleo central da cidade, neste período Dublin passou por um boom imobiliário que levou a construção de edifícios fora deste núcleo. Este desenvolvimento foi cuidadosamente controlado, com severas restrições quanto ao tipo de construção e localização, produzindo uma unidade coesa e uniforme, que é hoje chamada de Dublin Georgiana.

O estilo Georgiano Irlandês é muito semelhante ao original Inglês, porém muito menos pretensioso.

A maior ênfase em tornar as áreas de convívio da casa mais confortáveis era uma consideração mais importante do que qualquer formalidade rígida, o que resultou em elementos decorativos mais funcionais do que somente imponentes.

O estilo Gerogiano apresenta um layout ordenado e lógico, resultando em um aspecto de requinte contido e elegante.

As típicas casas Georgianas Irlandesas foram construídas em fileiras, geralmente com 4 ou 5 andares. O subsolo da casa era geralmente composto por cozinha e área de serviço. O térreo apresentava uma sala de estar mais formal e uma sala de jantar. O andar acima continha uma sala de estar informal e o último andar era composto pelos dormitórios. Um sótão abrigava as acomodações dos empregados da casa, e o acesso a ele era feito por escadas externas, localizadas atrás da casa.

O exterior destas casas é geralmente simples, com a frente em tijolos, amplas janelas no térreo, e janelas menores nos andares de cima. Uma característica interessante é que as janelas tendem a diminuir em tamanho a cada andar.

O interior destas residências foi pensado para proporcionar conforto e luxo para os proprietários. Assoalhos em madeira, especialmente carvalho, eram amplamente utilizados. Tapetes tecidos à mão foram se tornando populares pela variedade de cores e padrões. Cortinas acrescentavam uma dimensão extra de calor e isolavam as amplas janelas, reduzindo a necessidade de painéis de madeira.  Apenas a parte inferior da parede estava com painéis. A metade superior das paredes ganhava papéis de parede ou apenas era pintada.

Era comum o papel de parede ser projetado para refletir as características do edifício. Listras também tornaram-se populares neste período. Paredes e tetos eram pintados com cores calmas. Como pigmentos coloridos eram mais caros, cores mais intensas representavam sinônimo de status. As cores eram mais sutis e elegantes no período Georgiano inicial, muitas vezes elaboradas pelo uso do estêncil e do dourado. Entretanto, elas tornam-se gradualmente mais vibrantes à medida que este período aproxima-se do período Vitoriano.

Os móveis eram tão comedidos ou ostensivos quanto o desejo do proprietário e podiam ser escolhidos entre os muitos catálogos de fabricantes, cada um com seu próprio estilo.

Fonte de Pesquisa: Irish Georgian Style

Decidi abordar este assunto no blog porque passar em frente a estas casas me despertou o interesse em entender um pouco mais sobre este tipo de arquitetura. Quero deixar claro, entretanto, que o que foi dito pode não ser uma verdade absoluta, pois não tenho formação sobre o assunto. O que escrevi foi baseado em pesquisas. Sendo assim, quem souber de alguma informação além do que foi falado pode acrescentar aos comentários do post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s