Londres tem uma rede muito boa de trens e ônibus que possibilitam diversos bate-e-voltas de um dia. Pensando nisso, minha sugestão para o quarto dia de passeio é justamente aproveitar essa oportunidade para conhecer alguma atração próxima.

Essa opção precisa ser programada tendo em vista que o vôo para sair de Londres será no dia seguinte, pois não queremos contratempos que possam colocar em risco a diversão da viagem.

Quanto a escolha do destino, acredito que depende muito do perfil de cada viajante e da estação do ano em que será feito o roteiro.

Nas duas vezes em que visitei Londres, optei por bate-e-volta diferentes. A primeira vez foi na primavera e passei um dia com meu marido conhecendo a cidade de Oxford, já na segunda vez estávamos acompanhados dos meus pais e da minha irmã, e decidimos visitar o Stonehenge. Nessa segunda viagem era inverno e estava ventando muito durante o passeio. Há de se considerar esses contratempos, como chuva e vento, especialmente se você estiver viajando com crianças ou alguém de idade.

Oxford: 

A cidade de Oxford gira toda em torno de sua Universidade, considerada uma das melhores do mundo. São diversos campus com prédios históricos espalhados por toda a parte. É possível acessar facilmente a cidade através de uma viagem de cerca de 50 minutos de trem.

Londres - dia 4.1.png

Mas é claro que Oxford merece um post especial só para ela, aonde explico qual trem pegar e quais as principais atrações turísticas da cidade. Saiba mais informações sobre esse passeio aqui.

Stonehenge: 

Para chegar até o Stonehenge é preciso ir até Salisbury. Vale a pena aproveitar o passeio para dar uma circulada por lá, pois a cidade é muito charmosa.

Londres - dia 4.2

O Stonehenge é um complexo pré-histórico de pedras único no mundo todo. Até hoje não se tem certeza absoluta da sua finalidade, e historiadores tentam explicar como foi possível carregar pedras de até 50 toneladas para aquela região. Veja mais sobre esse bate-e-volta aqui.

A terceira opção de bate-e-volta eu ainda não tive o prazer de fazer, mas tenho certeza que muitos vão achar uma excelente ideia: visitar os estúdios do Harry Potter! 

Quem leu os livros e acompanhou os filmes do Harry Potter, entende a magia que é visitar os lugares que foram usados para algumas cenas dos filmes. Em Oxford mesmo existem lugares que podem ser visitados aonde foram gravadas alguma cenas. Agora imagina conhecer os estúdios de gravação da Warner Bross?

O ingresso não é barato, custa em torno de 40 libras (adulto), mas acredito que é uma experiência única na vida para quem é fã dos livros e dos filmes. Os ingressos podem ser comprados com antecedência nesse link.

Maiores informações sobre qual trem pegar e como programar o passeio você encontra no blog Mapa de Londres.

Não deixe de ler: 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios