Francisco Brennand não cansa de dizer: “Eu sou antes de tudo um desenhista”. A partir de seus riscos no papel é que surgem pinturas de telas e peças cerâmicas – painéis, murais, esculturas, objetos decorativos e uma linha voltada para a construção civil, pisos e ladrilhos feitos por um processo semi-artesanal, com rígido controle de qualidade e com pequena escala de produção.

No verão deste ano eu tive o prazer de conhecer a Oficina de Cerâmica Francisco Brennand situada na Várzea, em Recife. Fiquei realmente encantada com o trabalho deste artista. São inúmeras obras espalhadas pelos jardins e galpões, todas muito características,  representando, em sua maior parte, seres abstratos.

As fotos desta matéria foram feitas por mim quando da visita à Oficina:

Quem vai a Recife inevitavelmente acaba conhecendo algumas obras deste artista que estão espalhadas pela cidade. Existem trabalhos dele no aeroporto e próximo ao Marco Zero, onde está o Parque das Esculturas, trabalho feito por Brennand em homenagem aos 500 anos de Brasil. A escultura principal deste parque é a Coluna de Cristal. Compondo o ambiente há inúmeras esculturas de cerâmica de grande formato.

A Coluna de Cristal tem 32 metros de altura e foi feita em argila e bronze. Teve como fonte de inspiração uma flor descoberta por Burle Marx batizada de Cristal.

No café da Oficina, todos os pratos são servidos na Cerâmica Francisco Brennand, uma delícia. Trabalhos do artista tais como jarras, sopeiras e pratos também podem ser adquiridos neste espaço.

Quem ficou interessado por procurar quais as lojas representantes basta clicar aqui.

Casa Claudia